{DIARY} Échapper les chaînes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{DIARY} Échapper les chaînes

Mensagem por Caleb Chermont em Qui Set 03, 2015 1:55 am


Caleb Chermont


2498 – Outubro
Oi Diário, hoje estou me sentindo diferente sabe? Não é como das outras vezes, está cada dia mais difícil e eu não sei o que eu devo fazer. Estou com medo, perdido, desamparado e sem ninguém para me estender a mão. Sabe eu ando refletindo bastante se estou ou não no lugar certo. Eu não quero ser um trouxa príncipe como os outros dizem, eu quero poder amar aquela pessoa que me faz sentir bem e não ter relações diplomáticas e ficar com outras da realeza. Nesse momento eu não estou sabendo quem eu realmente sou, minha cabeça não está no chão. Vivo em mundo o qual não posso partilhar com ninguém, apenas com você.
Tenho a leve impressão que meus pais vão descobrir em breve o nosso segredo e isso não pode acontecer, se não estou em uma encrenca ainda maior. Hoje no café da manhã várias perguntas me surgiram, eu não soube responder, apenas calar, acenar e sorrir como estamos preparados para fazer sempre. Estou sendo um completo idiota por esconder uma coisa dessas? Não sei... Só sei que preciso de ajuda agora e não sei a quem recorrer, eu grito por socorro e ninguém me escuta. É como várias farpas entrando dentro de mim ao mesmo tempo.

2498 Novembro
Olá, bem um mês se passou e as coisas continuam as mesmas. Só que algumas tragédias aconteceram meu amigo.... Desculpa estar te molhando nesse momento com as minhas lágrimas, mas eu não posso me segurar. Vós conseguistes notar que meus olhos estão vermelhos, não é à toa que isso está acontecendo. Hoje foi por pouco, mas eles conversam em algo parecido com um instituto, porém não o que todos da realeza estudam... Damn! Devo levar em conta que é algo que envolva psiquiatras e psicólogos, eu não quero isso. Sou algum louco por acaso? Tudo leva a crer que não...
Meus momentos de solidão agora são poucos, ganhei um novo amigo, Max é o nome dele, um pequeno labrador que me faz companhia nos momentos mais complicados. Não se sinta jogado de canto diário, eu pelo menos agora tenho alguém com quem partilhar a minha atenção.... Prometo não deixar ele devorar suas folhas, ou pelo menos vou tentar fazer com que isso não aconteça. Daqui algum tempo irei voltar a escrever, me espere...

2498 – Dezembro
Então.... É natal não é mesmo? Essa é uma das datas mais especiais do ano para mim, ou pelo menos era até agora, diário.... Ultimamente eu ando sendo um pouco mais rebelde que o comum, me recusei a ir para o instituto dos mocinhos e preferi ficar em casa. Isso foi uma grande contradição e um erro, porém qualquer coisa eu queimaria as cortinas novamente, não é? Nesse feriado fiquei sem qualquer presente que fosse e acabei me retirando da ceia junto a família. Tive uma leve discussão com o meu pai.
Afundei minha cara no travesseiro essa noite e comecei a pedir para que tudo mude, que tudo seja melhor, por que ninguém me escuta? Realmente só tenho você e o Max agora para me fazerem sentir humano e social novamente. De vez em quando penso que estou em uma caverna aqui, sem qualquer contato com as pessoas ao lado de fora. Se minha vida está tão ruim assim por que escondo aquilo ainda? Bem... Acho que no próximo mês irei revelar e se for para que eu seja punido, pouco me importo.

2499 – Janeiro
Bonne nuit.... Foi um começo de um novo ano, uma nova vida, tudo tinha que ser interessante e libertador, não é? Bem.... Vou explicar perfeitamente como foi diário, pois acho que você deve saber mais do que qualquer outra pessoa. Estavam todos na sala como de costume de ano novo, então eu chamei meu pai e minha mãe para o escritório. Eu fiquei meio engasgado no começo, mas no final as palavras acabaram saindo ‘’Eu s-ou gay’’. Foi em um tom de gaguejo, porém meio que o suficiente para minha mãe cair em uma crise de choro extrema, como se eu fosse de fato uma aberração. Meu pai foi um pouco mais agressivo.... Quase fiquei sem minha franja que eu tanto gosto.
Nisso tudo perdi mais alguém, me sinto muito culpado, Max acabou mordendo o punho dele enquanto ele me agredia. Eu preferia ter levado os tapas, eu amo meu amigo... Droga! Desculpa estar te molhando de novo, não é intencional, você sabe disso não é mesmo? Agora eu só quero saber onde acho meu companheiro tão fiel, é esse momento em que eu corto os meus pulsos? Perdão preciso ir dormir!

[Continua....]






_________________

Caleb Chermont
Príncipe Francês - 17 years - Meio louco q
@thanks
avatar
Caleb Chermont

Mensagens : 3
Data de inscrição : 30/08/2015

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum