— [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

— [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por  em Sex Set 11, 2015 9:14 pm

Let me be your ruler;
A postagem é iniciada por Juliett Hjøzr-Steintsch e Savannah K. T. Dellrose. Estando então, fechada para os demais. Passando-se esta em 09/06/2500, No quarto de Juliett Hjøzr-Steintsch. O conteúdo é Restrito. A postagem está EM ANDAMENTO.

Mr. Houdini


Data de inscrição : 31/12/1969

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por  em Sex Set 11, 2015 9:34 pm


▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Come with me, stay tonight. You say the worlds but boy it doesn't feel right. What do you expect me to say? You know it's just too little too late. You take my hand and you say you've changed. But boy, you know your begging dont fool me, because to you it's just a game. You now it's just too little too late. So let me on down, cause time has made me strong. I'm starting to move on, i'm gonna say this now. Your chance has come and gone, and you know. It's just too little too late. A little too wrong, and I  can't wait.
▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄

Era uma sensação deveras agradável. Seu corpo estava dormente, leve e descansado, como se flutuasse em meio às nuvens no céu ou repousasse em uma cama feita apenas de algodão doce. Por mais que sua mente persistisse em lembrá-la dos últimos tão horríveis acontecimentos, não sentia absolutamente nada. Nenhuma irritação, nenhuma dor; caso fosse mais otimista poderia jurar que de fato não havia um ferimento sequer em seu coração.

Parecia que estava há anos trancada em uma caverna escura e úmida, com a ausência completa de luz, e finalmente tivesse encontrado a saída através de um feixe luminoso, pois seus olhos arderam e tentaram com esforço voltar a se fechar. Mas não o fez. Ardência nenhuma a impediria de admirar aquele espetáculo de emoções que estava vivenciando.

Quando os olhos fecharam-se e o corpo relaxou na cama macia, as primeiras imagens eram felizes. Ela brincando com Finn*, o primeiro encontro com Garrett*, os momentos tranquilos com Illyria* e os raros sorrisos que Elizabeth* deixava escapar quando estavam juntas. Como em um filme bizarro, as cores e formas tornavam-se mais escuras e densas. Não havia mais sorrisos e tranquilidade. Eles foram substituídos pelo terror. Seus amigos jaziam morto aos seus pés, tudo estava destruído. Illyria havia desaparecido, assim como Elizabeth. Em um sobressalto, os olhos abriram-se para o teto escuro. Contudo, algo havia acontecido. Uma a uma, as imagens transmutaram-se para lembranças vagas e vazias. Haviam se transformado..em nada.

Acordou horas depois com o frio que fazia no quarto. Sua cabeça começou a latejar, inundada de lembranças nubladas. Pareciam se misturar aos pesadelos que ela tivera. Ela levou os dedos até os olhos, esfregando-os levemente. Quando o corpo obedeceu ás suas ordens, ela sentou-se na cama, exibindo o vestido branco,que mal cobria suas coxas e semi transparente, adornado de flores, folhas e outros símbolos delicados e negros; os seios medianos ganhavam um detalhe especial devido ao decote e a renda clara. O cenho franziu-se quando notou o que estava vestindo. Ela não se lembrava de ter vestido aquela peça. Segundos passaram-se até que ela percebesse que insistir naquele pensamento não a levaria a lugar nenhum. Precisava de informações, todavia, não sabia nem por onde começar. Então, devido ao stress que começava a dominar seu corpo, sua primeira reação fora pegar os cigarros e o isqueiro que estavam na mesa ao lado da cama.

A fumaça vazava pelos lábios róseos. Era densa e espessa, puramente feita de tabaco. Carregava um cheiro exageradamente forte consigo, que chega à ser desagradável para algumas pessoas. Ela dançava sorrateiramente por seu rosto apático até subir e somente então, desaparecer em meio ao sopro dos ventos. E todas as vezes em que seus pulmões castigados esvaziavam-se daquela fumaça, ela tragava o enrolado. Mas quem seria suficientemente rude ao ponto de estragar um cigarro?

notas:
* - referentes à nomes de npc's, psé. q


― i say please.
You know I wish I had it all.


Data de inscrição : 31/12/1969

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por Savannah K. T. Dellrose em Sex Set 11, 2015 10:04 pm

O coração acelerou.

Savannah roçou seus dedos na pequena pedra azul, deslizando a pele por toda a superfície liza e gélida. O amuleto reluziu de encontro ao freche de luz, e os cabelos louros de Tess retomaram a sua visão. O timbre dócil de sua voz chegou em seus ouvidos como um tiro, a fazendo correr em direção a saída em toda a velocidade. Era tão errado estar ali, então por que sentia-se tão livre?

— Separar-se — murmurou a garota, puxando o longo vestido azul para a esquerda — Está tudo bem, Anna. Eu a encontrarei em seu dormitório em meia hora.

A princesa então tomou o outro caminho, deslizando seus pés pelos corredores profundos de St. Claire. O ar envolvia seus olhos a uma sensação de adrenalina, enquanto o peito pesava em um arrependimento profundo. Óh, céus. O que diria seu país ao saber que pregava peças em meros subordinados? Rezou para que não fosse tenebroso demais, o suficiente para ser jogada de volta aos braços do irmão.

Ouvira uma voz aguda, mais ao longe, e soube de imediato que suas brincadeiras haviam chegado ao limite. Savannah abrira um sorriso malicioso, satisfeita com si própria, e adentrou a primeira porta que encontrara pela frente. Levantara a cabeça para um quarto bem arrumado, com uma garota cabisbaixa logo a frente.

A roupa um tanto chamativa ressaltava uma beleza que antes jamais percebera. A princesa moveu-se com sutileza, tentando não romper com aquele momento de apreciação. Deveria gostar de homens, e assim fez por muitos anos, então por que a simples visão de uma garota a fazia mudar de ideia?

Então percebera a silhueta em seus dedos, fina e esbranquiçada, enchendo os pulmões da bela moça com nada mais do que a própria morte. Savannah arqueou uma de suas sobrancelhas, impondo um pouco de desafio em suas palavras — Você fuma para esquecer, ou simplesmente gosta da rebeldia?
Even if it's just in your wildest dreams

_________________

Cause baby now we got bad blood

avatar
Savannah K. T. Dellrose

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/09/2015

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por  em Sex Set 11, 2015 10:29 pm


▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Come with me, stay tonight. You say the worlds but boy it doesn't feel right. What do you expect me to say? You know it's just too little too late. You take my hand and you say you've changed. But boy, you know your begging dont fool me, because to you it's just a game. You now it's just too little too late. So let me on down, cause time has made me strong. I'm starting to move on, i'm gonna say this now. Your chance has come and gone, and you know. It's just too little too late. A little too wrong, and I  can't wait.
▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄

Utimamente, ela não ouvira o chamado. Não ouvira vozes invadindo seus pensamentos e tampouco aquela adrenalina vinda em doses controladas quando estava reunida junto aos seus semelhantes.  Parecia que havia um bloqueio mental, embora, ainda pudesse sentir certa vibração vinda da garota que aparecera repentinamente diante de si. Naquela noite, entretanto, as sensações pareceram submergir violentamente em cada direcionamento que tomara. Ela sabia que precisava descobrir o que estava acontecendo antes que perdesse o pouco controle que lhe restava.

A duquesa franziu o cenho, ouvindo com atenção o que a outra estava a dizer. Ela meneou o rosto, tentando dar uma resposta adequada para a desconhecida, embora não entendesse as motivações por detrás do timbre altivo presente da voz da morena. Os arrependimentos, as dores, o passado... Nada disso poderia ser esquecido. Por isso a Juliett a encarou profundamente ponderando sobre suas palavras. Seria realmente merecedora de possuir aquelas demonstrações de atenção, mesmo que fossem para seu lado negativo?

Um coração doente passou a bater mais ali dentro, mesmo que da forma mais subliminar possível, no fragmento de sentimento que achava poder nomear. Há quanto tempo não conseguia sentir-se assim? Há quanto tempo não conseguia olhar para o céu e simplesmente não pensar, e simplesmente esquecer-se de absolutamente tudo, simplesmente estar ali, inteira, uma conexão súbita com tudo que era em si. Aquela sensação... não lembrava nem ao menos de sua existência, era algo tão novo como cada uma daquelas outras sensações que hoje conseguia perceber. Queria poder contar com os anjos guardiões dos outros, porém alguns não podiam contar com nada senão suas próprias forças – o princípio era um ser solitário.

― É apenas um vício. ― Respondeu simplesmente, concentrando-se com certa vontade no timbre de sua própria voz. Em seguida, balançou os ombros suavemente, como se aquela observação não lhe importasse também. ― Porque pergunta? Isso lhe incomoda? ― Um brilho de malícia correu rapidamente pelos olhos da loira enquanto ela fixava os olhos claros no rosto da morena, dando-lhe um sorriso travesso.

― i say please.
You know I wish I had it all.


Data de inscrição : 31/12/1969

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por Savannah K. T. Dellrose em Sex Set 11, 2015 10:48 pm

Seus olhos verdes fixaram-se em seus. Savannah deslizou até os lábios rosados da desconhecia, os puxando com força, a medida que suas mãos roçavam a fina renda do vestido branco.

Não, não, pare.

A realidade a socou por inteiro, rodopiando sua mente de volta para o quarto. O timbre de sua voz parecia tocar seus ouvidos como uma sinfonia de mil liras, a remexendo por completo. Savannah desviou os olhos para um quadro pendurado na parede, disfarçando o desejo impulsivo que crescia em seu peito como um vicio. Gostaria de responde-la que não necessitava de cigarros quando poderiam ter o corpo uma da outra.

— Bem, imagino que deve ser um tanto solitário, não acha? — Savannah deslizou seus pés por todo o quarto, pairando próxima da silhueta da garota. O rosto jovial era ainda mais esbelto quando de perto — Você, trancafiada em sua própria loucura dentro de um minusculo cubo que chama de quarto. Provavelmente recordando de cada momento que sua vida tornou miserável. Chega a ser poético.

Tomou a iniciativa de sentar-se ao lado, colocando ambas as suas mãos sobre o próprio colo. Um cheiro de flores irradiou seus pulmões, misturando-se com o tabaco de uma forma tão agradável que jamais pensou. Um sorriso malicioso formou-se em seus lábios rosados, a medida que um de seus dedos roçava em seus cabelos longos — Me incomodar? De modo algum. Eu invadi seu corpo de uma hora para outra, e acha mesmo que me incomodaria com seus segredos?

— Eu me chamo Savannah, Savannah Dellrose — disse sem nenhuma importância, embora não soubesse realmente os motivos.
Even if it's just in your wildest dreams

_________________

Cause baby now we got bad blood

avatar
Savannah K. T. Dellrose

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/09/2015

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por  em Sab Set 12, 2015 6:45 pm


▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Come with me, stay tonight. You say the worlds but boy it doesn't feel right. What do you expect me to say? You know it's just too little too late. You take my hand and you say you've changed. But boy, you know your begging dont fool me, because to you it's just a game. You now it's just too little too late. So let me on down, cause time has made me strong. I'm starting to move on, i'm gonna say this now. Your chance has come and gone, and you know. It's just too little too late. A little too wrong, and I  can't wait.
▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄

Juliett nunca imaginara que um simples pensamento poderia induzir uma reação tão estranha em seu corpo. De certo modo, ela sabia para onde seguir. Sempre soubera, mesmo que seus pensamentos lhe dissessem o contrário. Porém, diferentemente de tudo o que já ouvira, aquela fantasia vinda de Savannah inquietou-lhe. Jamais alguém pensara em si daquele forma tão carnal e pura, já que o título pertencente a si parecia tomar maior constância.

Ao invés de verbalizar algum sentimentalisto perante a descoberta, a dinamarquesa apenas retornou com o cigarro aos lábios, aspirando a droga com um leve prazer. Contudo, ao soltar a fumaça pela boca, sentira um gosto amargo correr pela língua enquanto sentia os olhares da maior para si. Caso fosse perguntada sobre a motivação para agir devido aquele pensamentos que absorvera, simplesmente não saberia como responder. Para ela, campo dos sentimentos era tal como um mar inexplorado, cheio de segredos e livre de qualquer firmamento racional em que ela poderia agarrar-se. E Juliett não sentia-se bem ao perder o controle sobre seus pensamentos ou, pior, sobre si mesma. Assim, seu instito natural de aversão ao afeto moldava-se para a ignorância diante do mesmo. Apesar de alguns abalos internamente, a muralha externa transfigurava-se através do olhar analítico, estruturado racionalmente para não expor nenhuma emoção que causasse qualquer rompante.

― Sou Juliett Hjøzr-Steintsch. ― Murmurrou, fazendo um breve saudação com a face. ― Você deve gostar desse castelo, já que está andando pelos corredores do terceiro andar sem nenhuma proteção. ― Alfinetou, sem nenhuma seguridade de demonstrar preocupação pela garota que mal conhecia, notando tardiamente que a dita cuja já estava sentada ao seu lado.

― i say please.
You know I wish I had it all.


Data de inscrição : 31/12/1969

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por Savannah K. T. Dellrose em Dom Set 13, 2015 8:28 pm

Savannah nunca importara-se de fato com o local onde frequentava, e raramente sentia-se desconfortável. Seus olhos observaram cada pequeno detalhe do aposento, tentando encontrar algo que pudesse dizer mais da estranha ao seu lado.

Baixou a cabeça em direção as próprias mãos, observando as linhas finas e pálidas de sua pele. Recordou-se das noites chuvosas, onde o vestido dourado que comprara para o Natal estava sendo lentamente rasgado, pelas mãos daquele que um dia chamara de irmão. Era estranho ter de descobrir que Muriel possuía tal desejo carnal por ela própria, pois francamente, lhe dava total desgosto que dois do mesmo sangue pudessem compartilhar tais toques com o desejo de ambos.

— Oras, sou uma princesa. Como espera que meu povo me siga, se eu nem ao menos me arrisco em lugares como este? — Abrira um sorriso gentil, inclinando o corpo para trás, enquanto apoiava-se sobre a cama — Além do mais, valeu a pena. Eu a conheci, quer dizer, não verdadeiramente, mas pelo menos sei de sua existência.
Even if it's just in your wildest dreams

_________________

Cause baby now we got bad blood

avatar
Savannah K. T. Dellrose

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/09/2015

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por  em Qui Set 17, 2015 9:46 pm


▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Come with me, stay tonight. You say the worlds but boy it doesn't feel right. What do you expect me to say? You know it's just too little too late. You take my hand and you say you've changed. But boy, you know your begging dont fool me, because to you it's just a game. You now it's just too little too late. So let me on down, cause time has made me strong. I'm starting to move on, i'm gonna say this now. Your chance has come and gone, and you know. It's just too little too late. A little too wrong, and I  can't wait.
▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Ela falhara ao tentar controlar o riso que explodira entre os lábios rosados no interente silêncio que seguiu-se após as falácias de Savannah. Não compreendera as motivações por detrás daquela súbita manifestação de vontade, porém, a princesa pareceu-lhe tão ingênua assim que seu pequeno discurso findou, que Juliett não pensara em outra alternativa que não fosse o riso. Esperava que não estivesse sendo maldosa com a morena, contudo, aquele júbilo transpassou seu constante controle emocional.

Normalmente, sua faceta bem-humorada não mostrava-se com tanta frequência, uma vez que era mais fácil para si utilizar de seu sarcasmo e palavras atravessadas. Inevitavelmente, acabou perdurando seus pensamentos naquela hilaridade que imaginava ter perdido em um passado conturbado. Franziu o cenho ao sentir a compreensão tocar-lhe o âmago, não deixando de pensar em como aquela garota que estava ao seu lado tivera o feito de conseguir fazer-lhe rir.

Em questão de segundos, a alegria fora substituída por um sorriso travesso e íris atentas, enquanto a duquesa levantava-se da beirada da cama e rumava em direção à pequena estante de livros, portada próxima às janelas. Inconscientemente, não constatou que, ao fazer aquele gesto, a vestimenta quase  translucida que trajava estaria notoriamente visível para a outra.

― Então, minha existência desperta sua curiosidade? ― Deduziu, sentindo a brisa fria arrepiar suas coxas e busto. ― Afinal, o que você deseja de mim, Savannah? ― Indagou ao virar-se na direção da nobre, fixando seus olhos claros na face da intrusa. Naquele instante, todo o aparente sarcasmo fora embora, dando lugar a uma faceta séria e olhar feroz.

― i say please.
You know I wish I had it all.


Data de inscrição : 31/12/1969

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por Savannah K. T. Dellrose em Qui Set 17, 2015 11:43 pm

Sussurros roçaram em seus ouvidos, como uma canção antiga. Savannah tentou não demonstrar qualquer emoção perante à aquilo. Em sua frente estava uma silhueta moldada aos deuses, com seus longos cabelos louros dispersos nas costas curvilineas. Porém, assim que levantou-se da cama, uma onda de vozes emergiu da escuridão. Não, novamente, não.

Ignorando a ardencia que crescia em seu peito, e o desejo impulsivo de aproximar-se da janela, a jovem princesa levantara o rosto para Juliett, emitindo um sorriso sacana que preenchia seus lábios com facilidade. Moveu-se com sutileza, ajeitando o corpo sobre a cama.

— Bem, Juliett... —Savannah não resistira ao impulso de levantar-se, levando seus pés até a beira da janela e tocando seus dedos sobre a ventana. Os sussurros se tornaram mais nítidos, revelando segredos que ela não podia deixar por acreditar. Diziam eles que havia algo de diferente na garota, agora ao seu lado. Algo magico e estranho. Entretanto, a princesa continuou a falar  — Diga-se de passagem, que cada átomo existente na Terra é de meu interesse. Não me julgue, sou uma curiosa por natureza.

Virou seus olhos para a garota, emitindo uma certa fúria em suas iris esverdeadas. Savannah pós a mão em seu próprio vestido, envolvendo o tecido leviano e o jogando para os lados. Seus olhos encheram-se de uma malicia, e a garota desviara novamente sua atenção para a janela  — O que desejo de você? Bem, muitas coisas. Como por exemplo, o que você é? Por que motivo os mortos a temem tanto? Mas principalmente, desejo que deseje a mim.
Even if it's just in your wildest dreams

_________________

Cause baby now we got bad blood

avatar
Savannah K. T. Dellrose

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/09/2015

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por  em Seg Set 21, 2015 7:15 pm


▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Come with me, stay tonight. You say the worlds but boy it doesn't feel right. What do you expect me to say? You know it's just too little too late. You take my hand and you say you've changed. But boy, you know your begging dont fool me, because to you it's just a game. You now it's just too little too late. So let me on down, cause time has made me strong. I'm starting to move on, i'm gonna say this now. Your chance has come and gone, and you know. It's just too little too late. A little too wrong, and I  can't wait.
▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄▄
Naquele instante, um sentimento de hesitação tomou conta de seu corpo. Ela, que não era dada à aquele tipo especial de sentimento, suspirou baixo, pensando se poderia confiar seu maior segredo na princesa ao seu lado. Contudo, antes que transmutasse algum pensamento em palavras e ações, ela virou o rosto na direção da outra, franzindo o cenho ao absorver as palavras que a maior havia dito.

― Mortos? ― Murmurou diante daquele detalhe que escapara dos lábios de Savannah. Se a princesa lhe dissera que os mortos temiam, então ela possuía poder para conversar com os desencarnados? Juliett não gostaria de admitir, todavia, aquele assunto causou-lhe certa comoção. Por um instante, uma sombra de temor passou diante de seus olhos enquanto ela pensava no que a morena poderia ser. Seu primeiro instinto diante daquele fato fora assegurar se elas estava seguras para conversar sobre aquele assunto, que era um verdadeiro tabu entre os corredores do instituto.
― Comentar sobre esse tipo de assunto é perigoso, principalmente em um lugar como esse. ― Sussurrou, esperando que a garota a ouvisse. No instante seguinte, o rosto pálido retornara para o velho semblante de seriedade assim que a loira moveu-se em direção à porta, esticando o corpo para fora do portal. Por mais que soubesse que era arriscado revelar-se daquela forma, ela não hesitou em fechar os olhos e concentrar em certificar-se se algum intruso estava à espreita. Felizmente, conseguira detectar pontos vivos nos quartos vizinhos, o que provavelmente indicava que tais pontos eram apenas estudantes em seus respectivos dormitórios.¹

Assim, acabou rumando para dentro do seu próprio recinto, atentando-se para trancar a porta antes de fixar o olhar em Savannah novamente. Em toda sua vida, nunca imaginou que uma poderia revelar sua verdadeira identidade para alguém que era completamente diferente de si. Sentia-se perdida, pensando em milhões de deduções e respostas para a pergunta da nobre. Infelizmente, nenhuma pareceu boa o bastante para que ela pudesse externar o conflito que começava a tomar conta de sua mente.― Não sei se posso confiar em você para explicar porque os seus mortos temem a mim. Por outro lado, algo me diz que você é alguém de confiança. ― Iniciou, volvendo o corpo para a garota novamente. ― Ainda assim, eu espero que não se assuste com a revelação que lhe farei. E saiba que, se me trair, eu saberei. ― Ditou, deixando claro a seriedade das palavras.

A aproximação dos corpos fora feita automaticamente por Juliett antes que ela tivesse tempo de notar o que estava fazendo. Fitou o rosto de Savannah, demorando-se nos olhos e nos lábios da outra. Em seguida, sobrepôs as mãos nos ombros da princesa, diminuindo a distância entre ambas. Com certo assombro, percebera que seu coração passou a bater descompassado no peito diante daquela proximamente. Não obstante, continuou com aquele ato, movimentando o rosto no último instante. Os lábios rosados tocaram a orelha da maior, assemelhando-se a uma carícia, para enfim ela sussurrar roucamente contra o ouvido da mesma.― Eu sou uma bruxa.

Nota:
¹ ''Detectar vida'' é um dos poderes básicos de uma bruxa.


― i say please.
You know I wish I had it all.


Data de inscrição : 31/12/1969

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: — [RP FECHADA] You can call me queen B. / 09.06.2500

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum