{Diary} — Even if it's just in your wildest dreams

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{Diary} — Even if it's just in your wildest dreams

Mensagem por Savannah K. T. Dellrose em Qui Set 10, 2015 6:37 pm




A raça humana fora criada por objetivos óbvios, embora poucos tenham percebido este. Tão abençoada por deuses, cultos e histórias. Dizendo-se tão inteligentes e capazes, que em seus 10% fizeram pouco, mas fizeram muito.

Se tal raça é tão adorada por quaisquer que fosse a criatura, por que motivos apenas dez por cento de toda sua mente? Por que não cem? Estas perguntas cutucavam o cérebro de Savannah em toda manhã, que em meio a sua luxuária e egoismo, não conseguia decidir-se em uma resposta satisfatória que a fizesse acreditar nos potenciais humanos.

Era uma princesa. Digna de todas vaidades e segredos capitalistas. Futuramente um pais inteiro estaria em suas mãos, pois era a primeira de seus irmãos, e a decima terceira de uma linhada de rainhas. Já era tradição, se o primeiro filho nascesse mulher, este tomaria o nome de suas ancestrais.

Mas Savannah não queria o trono, muito menos governar uma penha de criaturas egocêntricas que mal sabiam seus verdadeiros propósitos. Ah, mas ela sabia, muito antes de seus atos inoportunos e forte rebeldia. Casaria-se com Bernard — o filho da cozinheira — e juntos fugiram para seu pais de origem, Alemanha. E Colômbia jamais estragaria seus planos.

Pensamentos inocentes? Talvez. A princesa permanecera acreditando neste sonho até seus 14 anos. Longos cabelos louros caiam por de cima de um vestido azul, e a ingenuidade de seus olhos percorria um largo salão, todo decorado para seu aniversário. Haviam príncipes e princesas vindos de todo o mundo, apenas para celebrar mais um ano de sua vida. Patético, sabia, mas não deixou escapar um se quer suspiro de desvalor.

Você pode imaginar que a noite acabara com um pedido de noivado, e os pais de Savannah a prometendo a um príncipe. Mas não. A noite acabara em um quarto escuro, onde um estranho homem retirava aos poucos a pureza de uma sonhadora, e a transformava em uma completa estranha. Porém, o pior de tudo fora quando a luz acendera-se, e os olhos de seu irmão revelaram-se no homem.

O que se resta a fazer, quando descobre-se que o próprio irmão a estuprara? Surgira esta nova pergunta. A garota nada fez, e rendeu-se aos desejos de Muriel. Por anos se encontravam naquele mesmo quarto, com a luz apagada para que assim ele não enxergasse as lagrimas que contornavam o belo rosto da princesa.

Foi então que uma resposta para as perguntas iniciais surgira. Deus não permitia mais do que os dez por cento, pois o homem era egoísta demais para aproveita-lo com sabedoria.
EVEN IF IT'S JUST IN YOUR WILDEST DREAMS


Última edição por Savannah K. T. Dellrose em Seg Set 14, 2015 1:48 pm, editado 1 vez(es)

_________________

Cause baby now we got bad blood

avatar
Savannah K. T. Dellrose

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/09/2015

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Diary} — Even if it's just in your wildest dreams

Mensagem por  em Qui Set 10, 2015 6:45 pm



Atualizado!

Savannah K. T. Dellrose  ► Aprovada!

Primeiramente, devo admitir que a sua narração foi a melhor que já li, dentre todas daqui. A eloquência é firme logo nas primeiras linhas, não se perdendo ao logo do texto. De forma semelhante, a narrativa dos fatos é colocada de forma proporcionada e atrativa, garantindo uma leitura agradável e sem falhas aparentes.

Ficou perfeito. Parabéns.
Made By:  Sweet sz q


Data de inscrição : 31/12/1969

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum