[Diário] inglorious bastard

Ir em baixo

[Diário] inglorious bastard

Mensagem por Ezio P. D'Angelo em Qua Set 09, 2015 10:01 pm



Ezio P. D'Angelo

25 Anos | Guarda Real | Italiano
Primeira página
Caso algum nobre ou agente real leiam as palavras aqui contidas, saibam que não se passa de um atormentante devaneio e certamente alegarei estar bêbado.

Minha vida nunca foi fácil. Nascido e criado em um pobre vilarejo italiano, mesmo com todos os carinhos dedicados por meus velhos pais agricultores, jamais pude sentir ser parte daquele casal. Muitas sempre foram as descriminações sofridas pelas demais crianças, bastardo por grande parte do tempo fora meu apelido dito pelas bocas quase sem dentes de vizinhos odiosos. Uma infância nada fácil e condenada pelos erros de pais que nem mesmo conhecia, diziam meus pais adotivos que quando ainda recem nascido, fui encontrado em meio á uma floresta, possívelmente para ser devorado por lobos famintos ou outras criaturas selvagens.

Minha vida pode parecer um clichê encontrado em filmes medievais, ou quem sabe em um desses fóruns estranhos de RPG, contudo nada é o que parece ser. Traumatizado pela infância infeliz, não bastasse todas as dificuldades passadas por minha família pobre, quando completei exatos treze anos o inferno bateu em minha porta. Bruxas sequestraram cinco crianças do vilarejo, entre elas eu, deixando meu "pai" morto por tentar proteger minha vida. Entre todas elas eu era dita como "o especial", aquele que segundo aquelas mulheres possuia a mistura entre sangue nobre e mágico. Entre as malditas presentes, uma se apresentou como sendo minha mãe, Valentinne, jamais esqueceria aquele maldito e nojento nome. O destino parecia claro, em meio a uma lua de sangue morreria pelas mãos de minha própria progenitora, tendo o coração utilizado em uma poção de imortalidade, contudo aquele ainda não seria o momento que teria minha vida ceifada.

Antes do anoitecer inúmeros caçadores invadiram o covil das horripilantes mulheres, matando algumas, prendendo outras mas deixando que Valentinne fugisse ao se transformar em um corvo, infelizmente não seria ainda naquele dia que admiraria o corpo de minha mãe sangrando até a morte.

O tempo passou, mesmo sendo entregue para a minha mãe adotiva e ouvindo de seus tremidos lábios idosos toda a verdade sobre meu passado e nascimento, ainda assim minha personalidade se tornou fria, minah mente apenas desejava se deliciar com o gosto de uma bela vingança; não descansaria até conseguir matar Valentinne e descobrir qual maldito rei seria meu odiado pai. Aos dezesseis anos perdi a única mulher que sobrara em minha vida, não mais possuia família ou amigos. Sem rumo, apenas voltei paa o único lugar em que meu verdadeiro eu esteve, a floresta na qual deveria estar morto.

Para a surpresa de meu ser, não foram árvores ou animais selvagens que encontrei no lugar, uma gangue de traficantes e assassinos haviam tomado conta de todo o local, minha única escolha naquele lugar foi lutar por minha sobrevivência, e ao conseguir matar um dos criminosos asquerosos utilizando apenas meus fortes punhos treinados pelo trabalho braçal dos plantios, ao invés de morrer recebi o convite de juntar-me em suas atividades ilicitas pelo norte italiano.

A vida aos poucos parecia tomar um rumo interessante, entre assassinatos e furto uma pequena fortuna começava a juntar, não demorou mais do que cinco anos para que não mais dependesse daqueles inúteis. Armando uma emboscada para os demais membros da gangue a qual fazia parte, pude sorrir alegremente ao vê-los sendo presos, suas riquezas escondidas teriam apenas um dono, muá. Com recursos e experiência suficiente enfim pude começar meus planos de vingança, precisava de informações, contatos e influência, utilizaria todo aquele dinheiro para obtê-los.

Viajando para Roma, subornei alguns guardas para fosse reconhecido como um Sir de pais decertores, assim consegui participar do torneio de tiros e combate, o qual venci e fui com honras nomeado membro da guarda real. Satisfeito por anos permaneci em anonimato, protegendo o rei e sua filha com minha própria vida, dependia daquilo para conseguir tudo o que queria e assim estou até hoje, esperando pelo momento oportuno de completar meu objetivo de vida e ver meus pais verdadeiros mortos pelas minhas mãos.

Extras
♦ Sonho: Vingar os malefício causados por seus pais sanguíneos
♦ Medo: Falhar em realizar seu sonho e não conseguir proteger aqueles que ama
♦ Parente próximo: Rei desconhecido e bruxa misteriosa, respectivamente pai e mãe
♦ Cresceu em meio a pobreza
♦ Apesar de saber ser filho de um rei, não sabe ao certo qual é o seu pai
♦ Característica física interessantes: Possui inúmeras tatuagens ao redor de quase todo seu tronco, braços e mãos, demarcando os bandos criminosos com quem vivei parte de sua adolescencia.








robb stark
avatar
Ezio P. D'Angelo

Mensagens : 13
Data de inscrição : 09/09/2015

Ficha do personagem
Mochila:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum